Passar para o conteúdo principal

Forest Waves

Luís Luzia

Edigma Semibreve Scholar winner

“Forest Waves” é uma instalação sonora que visa comunicar a história da degradação da floresta portuguesa ao longo das últimas décadas. Este ecossistema único encontra-se num estado de declínio e degradação devido ao impacto humano, nomeadamente no que diz respeito ao favorecimento de espécies introduzidas como o eucalipto.

A instalação tira partido de duas técnicas para transmitir informação: paisagens sonoras e sonificação de dados. As paisagens sonoras foram captadas em duas zonas distintas no Parque Nacional da Peneda-Gerês: na Mata da Albergaria (uma floresta autóctone) e num eucaliptal. A sonificação de dados corresponde a uma composição musical criada a partir de dados relativos às áreas ocupadas por determinadas espécies no território nacional, traduzindo a sua evolução ao longo do tempo. Foram selecionadas o eucalipto (Eucalyptus globulus), pinheiro-bravo (Pinus pinaster) e diferentes espécies de carvalho (género Quercus) devido à sua abundância e/ou importância nos ecossistemas autóctones de Portugal continental.

“Forest Waves” procura assim explorar novas formas de comunicar ciência, tirando partido do grande potencial do meio artístico como forma de conferir informação qualitativa apelando à sensibilidade e emoção.


 

Edigma Semibreve Scholar winner

Forest Waves

por Luís Luzia