Passar para o conteúdo principal

Artificial Traces

Daniel Martins, Diana Romero

Edigma Semibreve Scholar winner

Com a intenção de evidenciar o rasto de sistemas de inteligência artificial e centros de processamento de dados, questiona-se como estes agentes ameaçam a  

integridade da estrutura sócio ecológica. A influência e impacto destes sistemas, nem sempre percetíveis devido à sua escala, colocam desafios desorientadores como a produção incessante de dados, lixo eletrónico, consumo energético voraz e obsolescência acelerada de informação e equipamento. A sobrecarga de conteúdo, processada num ritmo frenético, enfraquece a nossa capacidade de assimilação e reposicionamento face aos acontecimentos resultantes. 

A instalação “Artificial Traces” surge como uma interpretação dos conteúdos produzidos de forma consequente pela inteligência artificial, proporcionando uma experiência sensorial que transpõe para o espaço expositivo a sua utilização massificada e ininterrupta, bem como o ruído mediático que a envolve. Vestígios digitais como notícias e sistemas text - to image, são recolhidos em tempo real e traduzidos numa timeline de pulsos lumínicos e sonoros. Neste contexto, a tensão sensorial do sobre estímulo audiovisual, estimula o diálogo crítico sobre a dualidade dos benefícios e prejuízos destes agentes.

Edigma Semibreve Scholar winner